24 de outubro de 2017

Monsenhor Tabosa: Câmara Municipal aprova Projeto Indígena Potigatapuia

O PL nasceu na oficina de Direito, Política Pública e Controle Social. A formação faz parte do Projeto Urucum, organizado pela Adelco e Esplar, e financiado pela União Europeia.

Na tarde desta sexta-feira (20), a Câmara Municipal de Monsenhor Tabosa aprovou por unanimidade o Projeto de Lei 019/2017 que da nomenclatura as aldeias indígenas na Zona Rural Taboense.

O projeto atualiza as nomeclaturas de sítios e fazendas por aldeias e denomina-se oficialmente como Aldeias Indígenas Rurais de Monsenhor Tabosa. Caso seja aprovado, as aldeias se chamarão: Aldeia Mundo Novo (Potyguara), Aldeia Chupador (Potyguara), Aldeia Jacinto (Potyguara), Aldeia Jacinto (Potyguara), Aldeia Merejo (Potyguara), Aldeia Boa Vista (Potyguara e Gavião), Aldeia Espirito Santo (Potyguara), Aldeia Salgado (Potyguara), Aldeia Queimadas (Potyguara), Aldeia Pelada (Potyguara), Aldeia Tourão (Potyguara), Aldeia Várzea (Potyguara), Aldeia Pitimbeira (Potyguara), Aldeia Passagem (Potyguara), Aldeia Pau Ferro (Tubiba-Tapuia), Aldeia Quixaba (Potyguara), Aldeia Passarinho (Potyguara), Aldeia Rajado (Potyguara), Aldeia SerraBranca (Tabajara), Aldeia Olho d’água dos Canutos (Tabajara), Aldeia Lagoa dos Santos (Tabajara), Aldeia Bel Monte (Tabajara), Aldeia Malhada da Onça (Tabajara), Aldeia Olha D´aguinha (Tabajara), Aldeia Taboa (Tabajara), Aldeia Sitio dos Sousa (Tabajara) e Aldeia Baixa Fria (Tabajara).

Ronaldo Queiroz, antropólogo e técnico da Adelco, esteve na formação ministrada pela instituição sobre Direito, Política Pública e Controle Social, conta: “Esse fato é um avanço contra a discriminação e o preconceito. Trata-se de um projeto de lei municipal do movimento Potigatapuia e que a nós da Adelco pudemos colaborar.”

Ronaldo explica ainda sobre como ocorreu a discussão com os indígenas. “Na oficina que ministramos em agosto deste ano, nós conversamos sobre a importância dos sítios chamarem-se aldeias. Foi aí que vimos o quanto os indígenas de Monsenhor Tabosa se colocaram disponíveis e animados para levar esta pauta para a Câmara.”

O Projeto agora segue para o Gabinete do Prefeito onde deve ser sancionado.

 

Reportagem João Paulo Costa

Fonte: Comunicação da Adelco com informações do site Expresso Web MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *