20 de novembro de 2017

Adelco promove oficina sobre direitos humanos em território Potyguara e Tabajara

A oficina de Direito, Políticas Públicas e Controle Social foi realizada pelos profissionais da Adelco, o antropólogo Ronaldo Queiroz e o sociólogo, Artur Alves, na Aldeia indígena periférica Marruá, em Monsenhor Tabosa. Cerca de cinquenta pessoas, entre lideranças, professoras e lideranças tradicionais, participaram do encontro. A aldeia Marruá sedia a Festa do Mel.

Veja fotos da atividade aqui.

A atividade aconteceu entre os dias 09 e 10 de novembro e reuniu os povos Tabajara e Potyguara. Dentre os encaminhamentos da oficina, destacamos o desejo de incluir aos nomes das Aldeia Marruá e a Aldeia Jucás, via projeto de lei, como endereço oficial das localidades indígenas. Hoje elas são chamadas de sítios ou fazendas; e a realização de um planejamento da demanda dos povos para que possam levar ao Comitê Gestor de Política Cultural Para os Povos Indígenas, que foi levada a uma reunião do comitê que aconteceu na segunda, 13.11.

Ronaldo destaca os assuntos que mais foram conversados no grupo. “Muito se falou sobre direitos humanos e direitos indígenas, a partir da Convenção N°169, da Organização Internacional do Trabalho -OIT.” Artur acredita que a oficina foi um importante momento de troca de saberes e conhecimentos: “Ouvimos muitos relatos das lideranças, elas ficaram muito a vontade para falar. Essa abertura nos deixou bastante felizes”, completa.

Saiba mais sobre a Convenção N°169, da OIT neste link e aqui também.

Fonte: Comunicação Adelco

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *