Notícias

6 de fevereiro de 2018

Adelco acompanha entrega das unidades habitacionais para o Povo Anacé

O Governador do Estado, Camilo Santana, realizou a entrega de 543 hectares de obras. Casas, posto de saúde, acesso viário, vias internas, além de sistemas de energia elétrica, iluminação pública, caixas d’água e poços profundos, esgotos e drenagem foram construídos no terreno. A solenidade contou a com a presença do presidente nacional da Funai, Franklimberg

31 de janeiro de 2018

Nota de pesar – Povo Tremembé de Almofala

Nota de pesar A Adelco abraça a família do jovem Geraldo Tremembé, mais uma vítima da violência banalizada que assola o Ceará. Ficamos abalados com a notícia e nos solidarizamos neste momento de tanto pesar. Nossa trajetória com o Povo Tremembé de Almofala nos faz abraçá-los também, neste momento  de tanta dor. Recebam nossa força

29 de janeiro de 2018

Aldeia Monguba realiza planejamento para 2018

A Adelco participou do momento, junto com famílias, lideranças, professores, profissionais de Saúde. Ao todo participaram cerca de 80 pessoas.             O encontro aconteceu no último dia 26 de fevereiro, na casa de apoio da Aldeia Monguba. Pajé Barbosa, liderança importante do povo Pitaguary, falou sobre a necessidade de reorganizar

23 de janeiro de 2018

Adelco facilita planejamento da Federação dos Povos e Organizações Indígenas do Ceará

O Projeto Urucum realizou, entre os dias 20 e 21 de janeiro, na Escola Indígena Índio Tapeba, em Caucaia, uma oficina para a construção do Planejamento Estratégico da Federação dos Povos e Organizações Indígenas do Ceará (Fepoince). O Urucum é desenvolvido pela Adelco, em parceria com o Esplar – Centro de Pesquisa e Assessoria, com

19 de janeiro de 2018

Adelco divulga artigo sobre os desafios da juventude indígena em 2017

A Adelco inicia 2018 com diversas atividades internas e externas, uma delas é o balanço e a avaliação que fizemos dos processos políticos que a juventude indígena passou em 2017. Processos estes que pudemos acompanhar de perto com orgulho, graças ao financiamento da União Europeia e ao apoio do Governo do Estado do Ceará. Para

9 de janeiro de 2018

Adelco contrata assessor/a técnico/a para projeto

Há vaga! Se você tem formação em Ciências Humanas (Sociologia, Antropologia, Ciência Política, Pedagogia, História, Direito ou afins) e tem experiência com aldeias indígenas, manda seu currículo pra gente! Os/as interessadas/os deverão enviar currículo e carta justificando o interesse pelo cargo (a carta é classificatória) até o dia 28 de Janeiro de 2018. O regime

9 de janeiro de 2018

Povo Tremembé da Barra do Mundaú prepara IX Festa do Murici e do Batiputá

A Adelco parabeniza a organização do evento e reafirma a importância de ações como esta para a resistência da população indígena no Ceará. Começa nesta terça, 09, e segue até o dia 13 de janeiro a IX Festa do Murici e do Batiputá do Povo Tremembé da Barra do Mundaú. A festa reafirma a cultura

11 de dezembro de 2017

Transparência: Adelco divulga relatório anual 2016

A Adelco passa a postar a partir de agora os relatórios anuais da instituição para abrir um canal de diálogo transparente com a sociedade. “Primamos pela transparência por que acreditamos que as organizações desenvolvem um trabalho sério, organizado e com competência”, destaca Patrick Oliveira, coordenador geral da Adelco. “Para nós, é preciso prestar contas para

6 de dezembro de 2017

Juventude indígena decide nova comissão estadual

A atividade teve a realização da Adelco e da Comissão da Juventude Indígena do Ceará (COJICE), com o financiamento da União Europeia e o importante apoio do Governo do Estado do Ceará. A juventude indígena no Ceará reuniu-se no último final de semana, 01 a 03, para o segundo Encontros da Juventude Indígena no Ceará.

30 de novembro de 2017

JUVENTUDE INDÍGENA – Encontro reúne índios e índias de todo o Ceará neste final de semana, em Caucaia

O evento acontece durante os dias 01, 02 e 03 de dezembro, na Escola Indígena Tapeba, em Caucaia, na Aldeia Lagoa dos Tapebas.     Na programação tem exposição fotográfica com imagens feitas pelos próprios indígenas, ato público pelas ruas de Caucaia, conversas com instituições para cobrar políticas públicas e ações específicas para a juventude